O que é melhor: MEI ou profissional autônomo?

Você já ouviu falar na categoria de MEI e na categoria de trabalhador autônomo? pesar de te muitas semelhanças, esses dois tipos de atuação no mercado de trabalho tem diferenças cruciais que vão ajudar você a definir a melhor opção para o seu caso. Conheça a seguir algumas vantagens e desvantagens das duas áreas e saiba qual a melhor para você:

Trabalhador Autônomo

Vamos começar falando do trabalhador autônomo, que atua no mercado de trabalho mas de maneira independente. Esta categoria tem ficado cada vez mais popular devido ao cenário atual do desemprego no país e promove vantagens interessantes.

Uma delas é o lucro obtido pela venda ou pela prestação de serviços. Como atua por conta própria, o trabalhador autônomo não recebe descontos mensais relacionados a direitos trabalhista, o que também pode ser um ponto negativo já que não pode se beneficiar de tais direitos.

Entretanto, o INSS, um dos órgãos responsáveis por benefícios como a aposentadoria, disponibiliza o INSS Autônomo, que gera um boleto mensal de acordo com a tabela INSS para trabalhadores autônomos em 2021 e promove direitos como a aposentadoria, o auxílio-doença e o salário maternidade.

Para tanto, é necessário solicitar a contribuição do trabalhador autônomo e cumprir mensalmente com o boleto gerado pelo benefício. Mas ainda não fica disponível para o segurado benefícios como o de contratação de um funcionário, por exemplo.

MEI

Vamos começar falando do MEI. A sigla refere-se ao Microempreendedor Individual e representa os empreendedores autônomos que começaram o seu próprio negócio ou passaram a prestar os seus serviços de maneira reconhecida.

O MEI, nada mais é, do que a forma oficializada de trabalhar de maneira autônomo e as possibilidades de prestação de serviços são muitas! Mas o que realmente destaca essa possibilidade de trabalho é que se oficializando como MEI, o trabalhador passa a ter alguns direitos promovidos pela CLT.

Além de ter acesso a recursos como auxílio-reclusão, aposentadoria, pensão por morte, afastamento por doença e outros, o MEI, trabalhador oficializado, ainda recebe o benefício da contratação de até um funcionário que deverá se devidamente registrado perante a lei.

Esses benefícios não chegam a ser debitados automaticamente da remuneração mensal do mês, mas são obtidos através do pagamento do DAS ou do DARF, valores que incluem os impostos presentes no serviço do MEI e que possibilitam os direitos mencionados.

Além disso, quando o trabalhador recebe anualmente acima do valor de R$ 28.559,70, este precisa cumprir com o pagamento do imposto de renda.

You may also like